II Congresso Internacional de Mediação da OAB/RS debate o papel das Câmaras Privadas no Brasil


11.06.18

O II Congresso Internacional de Mediação da OAB/RS iniciou, na manhã desta segunda-feira (11), com a palestra: As Câmaras Privadas no Brasil. Nela, foi abordada a questão da mediação nas câmaras e a importância do tema diante do exercício profissional da advocacia. A iniciativa ocorre no OAB/RS Cubo (Rua Manoelito de Ornellas, 55) entre hoje e amanhã.

O presidente da Comissão Especial de Mediação e Práticas Restaurativas da OAB/RS, Ricardo Dornelles, ao abrir o primeiro painel, falou que a mediação tem um papel fundamental para a sociedade, e o evento será fundamental para saber o que é feito pelo Brasil e em países como Argentina, França e Estados Unidos: “ Esse evento tem como objetivo discutir a mediação. Tenho certeza de que todos aprenderão muito, e será possível fazer uma reflexão crítica sobre o papel da mediação”, destacou.

O primeiro painel do dia tratou sobre: As Câmaras Privadas no Brasil e contou com a palestra da presidente do Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem (CONIMA), Fernanda Levy. De acordo com ela, na mediação se busca o empoderamento das pessoas para que elas possam chegar na melhor escolha possível para a solução de seus problemas. Fernanda ainda ressaltou o papel das câmaras de arbitragem e como elas podem servir de modelo para a mediação: O movimento de mediação começa a ganhar força, pois as Câmaras começam a oferecer esse serviço. Então, podemos perceber uma ponte quando se fala em Câmaras no Brasil entre a mediação e a arbitragem”, comentou. A presidente do CONIMA falou que as câmaras têm feito um grande esforço para oferecer a mediação e que será feita uma pesquisa para saber quantas câmaras de mediação existem no Brasil.

A mediadora internacional, Gabriela Assmar, afirmou que não tem como imaginar a vida sob a terra sem a mediação: “ Eu acredito muito nesse tema. Costumo falar que eu não vivo da mediação há 23 anos e, sim, vivo para ela há 23 anos. De tanto debatermos esse assunto e ver um esforço muito grande por parte de diversas pessoas, vamos colher os frutos da mediação antes do que esperamos, pois ela tem crescido no mundo todo”, disse.

Trabalhos Científicos

Na parte da manhã desta segunda-feira (11), três trabalhos científicos foram apresentados. Confira o título e os autores abaixo:

A MEDIAÇÃO DE CONFLITOS COMO ATO FUNDAMENTAL PARA A PRESERVAÇÃO DO

AFETO NA FIXAÇÃO DA GUARDA COMPARTILHADA - William Picolo Fibrans e Thaise Nara Graziottin Costa

A MEDIAÇÃO PELA PERSPECTIVA DA ANÁLISE ECONÔMICA COMPORTAMENTAL - Daniela Seadi Kessler

O DESENHO DE SISTEMAS DE TRATAMENTO DE CONFLITOS NO BRASIL NO CONTEXTO DAS

RELAÇÕES DE CONSUMO A PARTIR DA LEI 13.140 - Sandra Lima Alves Montenegro

Oficinas

Durante à tarde, o evento oportunizou aos congressistas diversas oficinas com profissionais da área de Mediação: o tema Cruciais Momentos do Processo de Mediação foi exposto pela advogada americana Maria Nazareth de Serpa. Na sequência, o advogado argentino falou sobre a Mediação Penal e Justiça Restaurativa. No meio da tarde, a Importância da Escuta e das emoções na Mediação foi abordada pelo francês François Savigny.

O americano Paul Mason finalizou a tarde de oficinas com o tema Técnicas de Mediação Comercial.